Home
Sobre o blog
Quem sou eu
Colaboradores
Vídeos
Filmes
Músicas
Livros
Entrevistas
Anuncie
Contato
Amora não é framboesa
MEMóRIA DE GRATIDãO
Memória de gratidão

L. Roberto Silvado

"Volta, minha alma, ao teu sossego, pois o Senhor tem sido generoso para contigo.”

Esta é a ordem que o escritor dá a si mesmo e certamente é algo que todos precisamos nos últimos dias do ano: descanso e gratidão. Ao ler todo o Salmo 116 você perceberá que antes de fazer esta afirmação o salmista dá graças a Deus pelo que Ele tem feito em sua vida. No lugar secreto, a sós com Deus, ele se lembra do que o Senhor tem feito, e essa meditação muda a sua atitude para com o futuro.

Qual é o seu maior motivo de gratidão?E o que este motivo o inspira a fazer e ser?

O olhar em retrospectiva, o olhar o interior e exterior, e o olhar para o futuro são todos parte de um encontro vital com o Deus.

A reflexão lembra-nos o que Ele tem feito; a introspecção expõe nossas necessidades; a conscientização revela o que devemos fazer; e a visão planeja o futuro.

Então podemos dizer: "Amo a Deus porque Ele ouve a minha voz e as minhas súplicas”.

Que súplicas suas tem Ele ouvido? Permita que a sua mente volte ao passado. Lembre-se das épocas em que você orou e o Senhor concedeu o que era melhor para a sua vida.

Agora descanse e seja agradecido! Um novo ano, um novo começo está pela frente. Dessa reflexão crescerá a coragem. Karle Wilson Baker disse certa vez: "A coragem é o medo que fez as suas orações”.

Podemos dizer como Paulo: "Se Deus está do nosso lado, quem é que pode estar contra nós?”

O olhar para o passado e o exame interior têm-nos levado a uma perspectiva corajosa do futuro para hoje e para todos os nossos amanhãs.

"Onde há fé, há amor;
Onde há amor, há paz;
Onde há paz, há Deus;
E onde há Deus, nada falta”.

Leon Tolstoi

Home
Sobre o blog
Quem sou eu
Colaboradores
Contato
AMORA NAO É FRAMBOESA - COPYRIGHT C 2015 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS